SCFV Virtual – Desafio da Quarentena

Tempo de leitura: 7 minutos

Os problemas trazidos pela COVID-19 vão muito além daqueles de saúde pública e da economia. Muitas famílias estão enfrentando grandes dificuldades para conseguir alimentos para a sua necessária nutrição. Aquelas famílias mais vulneráveis, que obtinham algum dinheiro atuando com a coleta de sucatas ou como diaristas, não estão conseguindo trabalhar e com isso não obtém renda. Sendo incapazes de garantir o essencial para alimentar os filhos.

A ONG Amor, instituição filantrópica, séria e transparente, sempre atenta à realidade das comunidades carentes de Passo Fundo, tem focado suas ações nessas famílias com o objetivo de mitigar a situação. Muitas destas famílias tinham as crianças atendidas na instituição, onde faziam suas refeições diariamente, através dos serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Com a suspensão das atividades com as crianças na sede da instituição, temos atuado na distribuição de cestas de alimentos para essas famílias ( mais de 800 cestas – 14 toneladas), realização de Sopões, fornecimento de marmitas, pães, carnes, queijos, legumes, frutas, entre outros, conforme vamos recebendo as doações.

Temos atuado também na prevenção do Covid19 nessas comunidades, com a distribuição de máscaras e kits de higiene, ítens essenciais para o controle da pandemia.

A entidade tem procurado se reinventar para cumprir o seu papel e continuar prestando o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, conforme a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais – Serviço de Proteção Social Básica: Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (CNAS resolução nº 109/2009).

As educadoras sociais tem procurado propor atividades para os grupos familiares em forma de desafios virtuais ou com a utilização de material impresso, jogos, livros e etc. Visando incentivar a participação pensou-se em premiar aqueles que completarem todos os desafios, com atividades para todos os membros da família.

A Seguir compartilhamos algumas das atividades propostas para as famílias e que foram realizadas nas próprias casas dos usuários, visando o bem estar e cuidado com os mesmos e o registro feito através de fotos, o que é primordial devido ao distanciamento social não havendo necessidade dos usuários saírem de casa. O cumprimento da atividade se dá através de envio de fotos, áudios ou registrados em papel.

1.  Atividades Psicossociais Gerais 

1.1       Trabalho sobre Sexualidade e Abuso Sexual

Este desafio foi construído em conjunto pela educadora social e a psicóloga da instituição, onde a família deve assistir o Vídeo Pipo e Fifi – Prevenção de Violência Sexual para crianças. Depois as crianças devem fazer um desenho da pessoa em quem mais confia ou escrever. Também podem construir um vídeo onde toda a família pode atuar. O Objetivo deste desafio é provocar uma reflexão familiar sobre o tema e prevenir abusos.

1.2       Trabalho sobre o Racismo

Neste desafio a família deve assistir um vídeo sobre o racismo (Depoimento do menino Gustavo sobre o tema). Depois devem dialogar entre os membros da família sobre o assunto onde cada um procura dar a sua opinião. O Objetivo da atividade é trabalhar a reflexão sobre o racismo, promovendo s construção social, política, histórica e cultural atribuídos aos negros.

2. Atividade de SCFV para os Integrantes do Projeto Pequeno Cidadão (6 a 17 anos)

2.1       Foto da família

Pensando no momento atual em que as famílias estão todas em casa, para o Grupo do Projeto Pequeno Cidadão foi proposto o desafio, que consistia em tirar 1 horinha semanal para brincar com os filhos. Assim, o primeiro desafio foi tirar uma foto de família, que tem como objetivo trabalhar a união familiar, e mostrar os integrantes do conjunto familiar.

2.2       Sacola surpresa (brinquedos, jogos, atividades pra pintar, massinhas)

Neste desafio cada família retirou na instituição uma sacola surpresa, que tinha como objetivo específico levar jogos e brincadeiras para serem compartilhados na família, entre eles jogos de carta, memória, modelagem, desenho, que além de trabalhar o lúdico e a criatividade, trabalharam a comunicação e a coordenação motora.

2.3       Conversa entre pais e filhos sobre as oficinas trabalhadas na ONG, fazendo registros do que os filhos falaram (podendo ser em texto ou desenho)

No desafio o objetivo foi provocar o diálogo ou conversa em família. Os pais deveriam conversar com os filhos sobre as práticas e oficinas da ONG que eles participam, fazendo um registro, que poderia ser através de um texto ou desenho.

3.     Atividade de SCFV para os Integrantes do Projeto Crescer (2 a 6 anos)

3.1       Musicalização em Família

Após os familiares e crianças escutarem áudio e vídeos enviados pela ONG (via WhatsApp), deverão escolher duas das músicas (que já cantavam quando frequentavam a instituição) para cantar, dançar e gesticular. Podem participar a criança e familiares. O objetivo da atividade é desenvolver a memorização, coordenação motora com o desenvolvimento a musicalização desenvolvidas na ONG levando a interação com família e criança, e percepção dos valores do outro.

3.2       Jogo interativo

Ao receberem o material que contém um jogo e uma folha com o desenho para pintarem, o familiar adulto deve ajudar a criança a montar o jogo. Em seguida, ambos devem pintar o desenho, enviando fotos vídeo dos participantes. O objetivo da atividade é colaborar com a interatividade entre criança e familiar adulto, auxiliando como estímulo para o desenvolvimento psíquico, raciocínio lógico, trabalho em grupo e valores aprimorando a percepção intelectual de ambos.

3.3      Contação de história e desenhos trocados.

As famílias receberam o material contendo 2 histórias e duas folhas, em uma folha terá a descrição “título da história.. Nome do Adulto” na outra folha escrita “Título da história.. Nome da Criança.” Onde deverá ser escolhida uma das histórias e após o adulto contar a história para a criança, terão que escolher a parte que mais gostaram e desenhar cada um em sua respectiva folha. Lembrando que os desenhos não podem ser da mesma parte, após deverão trocar os desenhos e pintar o desenho um do outro. Deverão registrar com fotos ou vídeos e enviar para a instituição. O objetivo é estimular a percepção intelectual por meio do pensamento lúdico, desenvolver a coordenação motora fina e criatividade intelectual, habilitar a interação entre familiar adulto e criança associando pensamentos e sentimentos.

4.     Importância do SCFV em época de pandemia

Acreditamos que neste tipo de situação provocada pela pandemia é preciso as entidades se reinventarem, pois se exige maior atuação de uma instituição de Assistência Social. Pois os próprios Decretos do Poder Público têm fixado o nosso serviço como essencial.

Assim, se não se não se pode desenvolver as atividade rotineiras da entidade, temos que  buscar uma forma de atuarmos em benefício daqueles que contavam com os nossos serviços.

Temos que focar em auxiliar nas principais necessidades, que hoje é sem dúvida, para grande parte dos usuários dos serviços, a questão dos alimentos e com certeza, todos podem ajudar a minimizar a situação.

O SCFV deve usar a criatividade, é possível propor atividades para os grupos familiares realizarem em suas próprias residências, pois isso ajuda no aspecto emocional e psicológico, contribuído até para diminuir a violência doméstica.

Desafiamos a todas as instituições de Assistência Social para que criem, inovem e se reinventem para atuarem como verdadeiras instituições de Assistência Social nesta época em que muitos precisam de ajuda, pois assim continuaremos contribuindo para um mundo melhor.

Doe para a ONG Amor continuar o seu trabalho:

https://site.hyb.com.br/amor/doe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *